sábado, 4 de janeiro de 2014

MAR DE AGOSTO



 Olhando na fresta da janela
Vejo a vida que se abre
Nessa manhã de agosto...

Ao ler seu poema sinto sua
Respiração cair ao meu lado
Acordando minha alma
Como o orvalho num mar
Infinito, trazendo
O céu sobre os lençóis...

A paixão aporta vinda das
Corredeiras doces dos rios
Desaparecendo no esplendor
Das águas salinadas...

Entre flores que se abrem
Ao vento, ao cair
No mar de Agosto...

                                                Poetisa:Marcia Portela

Poesia publicada no livro"Meninas Super Poéticas- Vol IV"
Editora Beco dos Poetas - 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.